Análise: HP 14-AP020

Modelo é próprio para usuários mais básicos, funcionando muito bem para navegação, trabalhos e até games leves

Publicado em 29/09/2016

Dependendo das suas necessidades, gastar muito em um notebook pode ser um erro, especialmente quando você se deixa levar pelas “sugestões” dos vendedores de lojas, que sempre querem empurrar algo que não é necessário. Para quem depende de um computador apenas para operações mais básicas, navegação na internet e trabalhos escolares, é possível encontrar bons aparelhos por preços bem em conta, como o HP 14-AP020.

O modelo em questão prioriza os usuários menos exigentes e com poder aquisitivo mais limitado, mas de maneira alguma deixa a desejar no desempenho, marca sempre positiva da HP. Apesar de estar equipado com o Intel Core i3, o notebook tem CPU de 2,0 GHz, capaz de realizar as tarefas básicas e até reproduzir vídeos com facilidade, além de games mais leves. Os 4 GB de memória RAM dão mais um empurrãozinho no desempenho, mesmo não sendo um número astronômico.

A tela do aparelho tem a resolução tradicional dos computadores da última década, que é o HD (1366x768). São 14 polegadas no visor de LED, tamanho mediano, mas que é mais que suficiente para o uso cotidiano, sem a exigência de um gamer, programador ou editor de vídeos.

Ainda no hardware, ele tem leitor de cartões de memória, mas fica devendo na ausência do drive para CDs e DVDs, impossibilitando a leitura e gravação destes. O espaço para armazenamento é de 500 GB, mais que suficientes para a navegação, programas leves e arquivos. Portas USB, HDMI e webcam integrada ainda complementam o competente computador. 

O sistema operacional padrão é o Windows 10 Home.

Abaixo, separamos as opiniões de dois sites especializados sobre o 14-AP020, destacando seus pontos positivos e negativos. 

Zoom

Positivos: HD de 500 GB e peso (apenas 1,72kg).

Negativos: Ausência do drive para CD e DVD.

Buscapé

Positivos: Design fino e discreto, e Windows 10.

Negativos: Limitações em tarefas mais exigentes.

Foto: Divulgação